30 dezembro 2011

Sentimentos, ano novo e renovações



Dias de paz, dias de inquietação emocional e por lá se vai. Não costumo ser de um único jeito sempre e acho que ninguém é dessa forma, afinal, somos seres humanos, vivemos e sentimos e logicamente, mudamos interiormente. Costumo dizer que sou uma pessoa complexa, sim c o m p l e x a. Dentro de mim aparecem os mais variados sentimentos, não sei se com todas as pessoas ocorre o mesmo, mas comigo sempre acontece. Tem momentos em que eu acho que tudo cessou aqui dentro de mim, que já não há mais nenhum sentimento desconhecido e perturbador, até que eu me engano mais uma vez e vejo que na verdade não sei nada sobre mim. Vez por outra me comparo com o mar, que vive em constantes mudanças, que uma hora é sereno, outra hora é revolto e é uma constante mudança e talvez, um constante ciclo sem fim. Talvez isso faça parte da adolescência, dizem que nessa fase os adolescentes passam por descobertas, começam a sentir a necessidade de ter um amor, um querer de ser compreendido e aceito na sociedade, mas isso só o tempo irá me dizer. Em dias de paz eu me encho de coisas boas pra elevar o doce sabor e leveza, que é está de bem consigo mesma, em dias de guerra interior, eu busco ficar quieta, em volta de mim mesma, me encho de livros, literatura e uma boa música brasileira. O interessante é que no final das contas, tudo acaba bem, com algumas exceções logicamente. Só estou aqui pra dizer que mesmo que os sentimentos lhe atormentem ai dentro, todos eles vão passar, isso eu lhe garanto, pois sentimentos vão e vem. Sentir medo é normal, querer está só também, agora só não pode permanecer envolto a este tipo de coisa, precisa levantar sorrir pra vida, pois só assim ela irá sorrir pra você. Estamos na reta final deste ano de 2011 e desejo a todos vocês um feliz ano novo, muita paz, saúde e amor. Que a sua vida ganhe um sabor doce, mas um doce balanceado, pois até o doce mais doce consegue ficar amargo. Fiquem com Deus caros leitores do blog, espero que 2012 seja um ótimo ano para todos nós e mesmo que haja dificuldades, que a gente nunca perca a fé.
Reações:

0 esvaziaram-se:

Postar um comentário