03 setembro 2011

Teu silêncio me dizia



Sem precisar pronunciar uma palavra o teu silêncio já vinha me dizendo muita coisa. Coisas que só os mais simples gestos seriam capazes de denunciar o que se passava dentro de ti, porém que ficava guardado e sufocado no seu "eu interior". Algo me dizia que algo entre nós havia mudado. Porém pra pior. O teu olhar perdeu o brilho, a sua forma de agir se tornou indiferente, tudo morreu e, o que eu via, era apenas destroços largados do que um dia me dei ao deslize de imaginar ser perfeito, o que nunca foi.  Resumindo: Nos tornamos dois estranhos, porém dois estranhos que de alguma forma eram intimamente conhecidos.
Reações:
Categories: , ,

0 esvaziaram-se:

Postar um comentário